Sábado, 31 de Janeiro de 2009
Maria do monte, nascida e criada, 
Na encruzilhada que fica defronte da fonte sagrada. 
A lenda é antiga, mas há quem a conte, 
Que descia o monte uma rapariga, 
P'ra beber na fonte. 

E áquela hora por ela marcada de noite ou de dia, 
O Chico da Nora na encruzilhada esperava a Maria 
Seguiam depois, bem juntos os dois, ao longo da estrada. 
Matar de desejos, a sede com beijos 
Na fonte sagrada! 

Mas um certo dia, como era esperada 
Na encruzilhada não veio a Maria à hora marcada 
Seus olhos divinos p'ra sempre fechou. 
Aldeia rezou, tocaram os sinos, 
E a fonte secou... 

E áquela hora por ela marcada de noite ou de dia, 
O Chico da Nora na encruzilhada esperava a Maria. 
Mas oh santo Deus, escureceram- se os céus, finou- se a beldade... 
E diz- se no monte que a velhinha fonte 
Secou de saudade!!!

 

 

 

Hoje fomos nos que matamos a nossa saudade e matamos um pouco da nossa sede com beijos... Será que tb secará uma fonte quando nós partirmos?



publicado por egasmoniz às 00:00
mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





pesquisar neste blog
 
blogs SAPO