Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

 

O post de hoje é especial, pois hoje fazemos o nosso primeiro mes de namoro.

è especial não pelo passar de 30 dias, mas pelo passar dos nossos primeiros 30 dias, do resto das nossas vidas juntos.

 

Nestes 30 dias já vivemos grandes experiencias, já nos descobrimos muito um ao outro, já aprendemos um com o outro, já descobrimos sensações novas.

 

Gostei muito desdes 30 dias!

 

Adoro-te Lilium!

 

p.s - embora por vezes te sintas insegura quero que saibas que o meu coração é só teu, mas peço-te que não o aprisiones tanto, acho que sabes o que eu quero dizer...

 



publicado por egasmoniz às 23:28



Ó Portela vem á janela
Ó Portela vem á janela
Que o povo fica contente
Por ouvir de novo a tua voz tão quente

Assim pedia toda a gente lá na aldeia
Que se juntava mesmo em frente a sua casa
Sofrendo aquele; quem espera desespera
O rouxinol que não mais abria a asa

Longe ia a noite e toda a gente aguardava
Só mais um fado e ainda outro sem ter fim
Quando a janela tristemente se fechava
Falava o povo e a cantar pedia assim

Quem o ouvia noite fora lá na aldeia
Acompanhado á guitarra singular
Era o silêncio bem atento e a plateia
Nem se lembrava dos minutos a passar

Quem lhe sentia a emoção e o calor
Em cada fado interpretado a preceito
Cada palavra tinha peso e o fervor
Que penetrava docemente em cada peito



publicado por egasmoniz às 00:07

Pára de te preocupares com isso para mim, és a portuguesa perfeita, gosto de ti como és!

 

 

 

Mulher gorda,

Ai a mim não me convém,

Eu não quero andar na rua,

Com as banhas de ninguém.



E mulher magra,

Ai a mim não me convém,

Eu não quero andar na rua,

Com o esqueleto de ninguém.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



Mulher alta,

Ai a mim não me convém,

Eu não quero andar na rua,

Com o escadote de ninguém.



Mulher baixa,

Ai a mim não me convém,

Eu não quero andar na rua,

Com a muleta de ninguém.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



INSTRUMENTAL



Mulher casada,

Ai a mim não me convém,

Eu não quero andar na rua,

Com as esposas de ninguém.



Mulher vaidosa,

Ai a mim não me convém,

Eu não quero andar na rua,

Com as peneiras de ninguém.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



Mulher jeitosa,

Ai a mim já me convém,

Ai eu quero andar na rua,

Com as curvas que ela tem.



Mulher Portuguesa,

Ai a mim já me convém,

Ai eu quero andar na rua,

Com a beleza que ela tem.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



Ai, Ai, Ai, Ai,

Eu gosto dessa mulher,

Quero tê-la ao pé de mim,

Beijá-la quando quiser.



publicado por egasmoniz às 00:02
mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO